Vida dos Santos

Calendário de Eventos

Ver por ano Ver por mês Ver por semana Ver hoje Pesquisar Ir para o mês

Santo Isidoro

Quinta-feira, 04 Abril 2024por Visualizações : 3348

4Abr S. IsidoroSanto Isidoro nasceu por volta do ano 560 em Cartagena e faleceu a 4 de abril de 636 em Sevilha (Espanha). Por vezes também é chamado como Santo Isidoro de Sevilha. Santo Isidoro nasceu no seio duma família hispano-romana muito cristã. Era o mais novo de quatro irmãos, todos eles elevados a santos em Espanha (São Leandro, São Fulgêncio e Santa Florentina). Era filho de Severiano e de Teodora.

O pai de Santo Isidoro, era prefeito de Cartagena e comandava a cidade dentro dos mais disciplinados preceitos católicos. A mãe, Teodora, educou todos os filhos igualmente nas regras do cristianismo.

Santo Isidoro ficou órfão muito cedo e foi o seu irmão mais velho, Leandro que assumiu a sua educação. Leandro era arcebispo de Sevilha e muito exigente na educação de Santo Isidoro. Santo Isidoro tinha muita dificuldade em aprender e certo dia frustrado pela sua inabilidade para aprender tão depressa como o irmão queria fugiu de casa. Contudo, Santo Isidoro apesar de escapar do seu irmão, não escapou do seu sentimento de falha e rejeição. Nessa altura, Santo Isidoro, enquanto prestava atenção nas gotas de água que caíam sem força na pedra, mas que abriam pequenos buracos percebeu que se por mais difícil que fosse poderia estudar. Santo Isidoro voltou para casa e voltando aos estudos com renovado amor, tornou-se um aluno brilhante e progrediu tanto que mereceu a reputação de homem mais sábio da sua época.

Assim que concluiu os seus estudos Santo Isidoro foi ordenado sacerdote.

Não se sabe se Santo Isidoro terá ou não abraçado a vida monástica ou pertencido a alguma ordem religiosa, mas o certo é que Santo Isidoro estimava muito os monges. Com a morte do seu irmão Leandro a 13 de março de 600, Santo Isidoro foi elevado ao episcopado, sucedendo o irmão como arcebispo de Sevilha e assumindo-se desde o primeiro momento como protetor dos monges.

Nesta altura vivia-se numa época de grandes conflitos culturais onde os godos (povo de origem germânica) se sobrepunham aos romanos fazendo com que a tradição e educação do povo se fosse degradando. Santo Isidoro valeu-se de todos os recursos culturais e didáticos para reestabelecer a unidade entre os povos valendo-se dos seus principais costumes e criando com isso vários núcleos de estudo nas casas religiosas (considerados os embriões dos seminários).

Graças aos esforços de Santo Isidoro as tensões foram erradicadas e a heresia ariana que emergia entre os povos também definhou com a conversão providencial do herdeiro ao trono, o visigodo Ermenegildo, do arianismo (heresia que considerava que existe um só Deus e que Jesus é filho de Deus e não o próprio Deus, negando assim a consubstancialidade de Deus) à fé católica.

Santo Isidoro fundou também vários mosteiros, nos quais aprofundou a cultura monástica e a oração, reforçando a disciplina religiosa e utilizando a educação para contrapor a crescente influência do barbarismo gótico. A personalidade estimulante de Santo Isidoro fez prosperar um movimento educacional centrado em Sevilha e o santo apresentou aos seus conterrâneos a obra de Aristóteles muito antes de os árabes se destacaram no estudo da antiga filosofia grega.

No ano de 619, Santo Isidoro declarou anátema (sentença de excomunhão) contra qualquer clérigo que, da forma que fosse, molestasse os mosteiros. Na mesma época, Santo Isidoro presidiu ao Segundo Concílio de Sevilha, que abriu os trabalhos a 13 de novembro de 619 durante o reinado de Sisebuto, e contou com a presença dos bispos da Gália Narbonense e de prelados da Hispânia.

Quando tinha mais de 70 anos Santo Isidoro presidiu os trabalhos do Quarto Concílio de Toledo, ao qual compareceram todos os bispos da Hispânia e iniciado a 5 de dezembro de 633.

Por influência de Santo Isidoro foi promulgado um decreto que comandava que todos os bispos criassem núcleos de estudo (seminários) nas suas cidades seguindo o exemplo da escola da Catedral de Sevilha.

Santo Isidoro completou ainda vários trabalhos do irmão Leandro como o breviário ou o missal. Santo Isidoro escreveu também uma enciclopédia chamada Etimologias, com biografias, regras e comentários bíblicos.  A sua influência cultural foi muito grande; Santo Isidoro era possuidor de uma das maiores e melhores bibliotecas e o seu exemplo levou muitas pessoas a dedicarem-se ao estudo e às boas leituras.

Santo Isidoro faleceu a 4 de abril de 636.

Foi canonizado e proclamado doutor da Igreja pelo Papa Bento XIV no ano de 1722; e no ano de 1999 foi indicado pelo Vaticano como padroeiro da Internet e dos seus utilizadores.

 

Santo Isidoro rogai por nós!

Voltar

Autenticação

Registar

*
*
*
*
*
*

Fields marked with an asterisk (*) are required.

Liturgia

Secretariado Nacional de Liturgia

Agenda Litúrgica
  • Branco – Ofício da féria. Missa da féria, pf. pascal. L 1 At 6, 8-15; Sl 118 (119), 23-24. 26-27. 29-30 Ev Jo 6, 22-29 * Na Diocese do Porto – Aniversário da entrada solene de D. Manuel da Silva Rodrigues Linda.

Próximos Eventos

Não foram encontrados eventos

Santo do dia

Seg. Abr. 15
Beato César de Bus
Seg. Abr. 15
Santa Basilissa e Santa Anastácia
Ter. Abr. 16
Magno das Órcades
Ter. Abr. 16
Santa Bernardette
Ter. Abr. 16
São Bento José Labre

Diocese do Algarve

Diocese do Algarve

Website Oficial da Diocese do Algarve

Horário de visitas da Igreja de S. Lourenço

Pode visitar a Igreja de S. Lourenço nos seguintes horários

 

De 15 de Abril a 15 de Outubro (Horário de Verão)

 Segunda-feira: 15h00 - 18h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 18h00

 

De 16 de Outubro a 14 de Abril (Horário de Inverno)

Segunda-feira: 15h00 - 17h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 17h00

 

 Ao Domingo encontra-se encerrada para visitas.

Entradas pagas

Visitas

Visitas
2
Artigos
5
Favoritos web
18