Vida dos Santos

Calendário de Eventos

Ver por ano Ver por mês Ver por semana Ver hoje Pesquisar Ir para o mês

Beata Josefina Nicola

Sexta-feira, 03 Fevereiro 2023por Visualizações : 5636

3 fev Josefina NicoliBeata Josefina Nicola nasceu em Casatisma (Pavia, Itália) a 18 de novembro de 1863 e faleceu a 31 de dezembro de 1924. Josefina Nicola era a quinta das dez crianças de uma família de classe média de fé profunda.

A beata Josefina Nicola estudou com as freiras agostinianas em Voghera e depois em Pavia. O seu desejo secreto era dedicar-se à educação de crianças pobres devido à elevada taxa de analfabetismo entre as pessoas com os menores recursos. O desejo de Josefina Nicola foi amadurecido, sobretudo, através da experiência da dor, que visitou a sua família com a morte de alguns de seus filhos (algumas fontes indicam que a morte foi de irmãos da beata e não de filhos), entre eles Juan, de quem Josefina se tornou enfermeira pessoal. No meio dessas situações dolorosas, Josefina Nicola aprendeu a considerar o valor da vida e a fragilidade das coisas humanas.

Josefina Nicola era amada por todos, sua doce natureza era um presente natural; e um padre de Voghera, Don Giacomo Prinetti, seu diretor espiritual, guiou-a no caminho da perfeição do espírito.  A 24 de setembro de 1883, Josefina Nicola entrou na Companhia das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, na casa "San Salvario" em Turim, onde fez o apostolado e o noviciado. Recebeu o hábito da Companhia na cidade de Paris, numa cerimónia que ocorreu na Casa Mãe das Filhas da Caridade.

A beata Josefina Nicola foi transferida para a Sardenha no ano de 1885 e a sua primeira missão foi ensinar no "Conservatório de Providencia" em Cagliari. A experiência educacional entre as meninas pobres marcou-a de forma especial. No ano de 1886, a cidade de Cagliari foi atormentada pela epidemia de cólera e Josefina Nicola, juntamente com as irmãs do conservatório, dedicaram-se a ajudar as famílias pobres da cidade, organizando "cozinhas económicas" que foram disponibilizadas às autoridades civis. Este serviço permitiu-lhes conhecer os meninos abandonados nas ruas de Cagliari, ensinando-lhes o catecismo. Mais tarde a beata organizou uma associação chamada "Os Luisitos", encorajando-os os rapazes a viver uma atitude de ajuda fraterna e educando-os para uma sociabilidade saudável que levou muitos deles a mudar de vida.

Após quase quinze anos de vida apostólica ativa em Cagliari, no ano de 1889 foi transferida para o orfanato de Sássari. Lá, também, desenvolveu um amplo projeto apostólico, organizando várias instituições sempre orientadas para servir os pobres.

Entre 1910 e 1913 trabalhou em Turim. Primeiro foi nomeada Tesoureira Provincial e, algum tempo depois, tornou-se Diretora da casa de formação das Filhas da Caridade, missão a que se dedicou com grande dedicação. Contudo, a beata Josefina Nicola ficou gravemente doente com tuberculose e foi transferida para a Sardenha.

No ano de 1914, Josefina Nicola regressa a Sássari, onde reinava um ambiente hostil por causa do anticlericalismo. A sua permanência nas ilhas melhorou o estado de sua saúde, mas começou o seu calvário interior. Uma série de mal-entendidos e falsos testemunhos pela administração do orfanato forçaram os superiores a declará-la incapaz de administrar o orfanato. A Irmã Josefina Nicola aceitou esta humilhação em silêncio.

A beata Josefina Nicola foi então transferida para o Asilo da Marinha, em Cagliari. Aí encontrou-se no meio de um bairro superlotado, localizado nas proximidades do porto, e onde a pobreza atingiu taxas muito altas, tornando as condições de vida muito precárias. Às crianças, por serem pobres, foi-lhes negado o direito à educação, o que favoreceu o mau comportamento.

Em contato direto com a pobreza material, Josefina Nicola descobriu ainda mais feridas secretas: as da pobreza moral e espiritual. O seu zelo apostólico encorajou-a a sair novamente aos jovens, ensinando-lhes o catecismo e orientando aqueles que migraram das áreas rurais para a cidade. Fundou a primeira seção na Itália do "Pequeno trabalho de Luísa de Marillac" (http://www.paroquia-almancil.pt/utilidades/vida-dos-santos/icalrepeat.detail/2018/03/15/57616/-/s-lu%C3%ADsa-de-marillac.html) e o primeiro grupo da Ação das Mulheres Católicas em Cagliari.

No último ano de sua vida, a beata Josefina Nicola foi novamente injustamente caluniada pelo trabalho realizada no Asilo da Marinha. Como anteriormente a Irmã Josefina aceitou em silêncio o que aconteceu, e o testemunho de sua vida fez com que o oficial que a caluniou reconhecesse o seu erro.

Morreu em 31 de dezembro de 1924 em Cagliari devido a uma broncopneumonia.

Foi beatificada pelo Papa Bento XVI a 3 de fevereiro de 2008.

Voltar

Autenticação

Registar

*
*
*
*
*
*

Fields marked with an asterisk (*) are required.

Liturgia

Secretariado Nacional de Liturgia

Agenda Litúrgica
  • Branco – Ofício da féria. Missa da féria, pf. pascal. L 1 At 6, 8-15; Sl 118 (119), 23-24. 26-27. 29-30 Ev Jo 6, 22-29 * Na Diocese do Porto – Aniversário da entrada solene de D. Manuel da Silva Rodrigues Linda.

Próximos Eventos

Não foram encontrados eventos

Santo do dia

Seg. Abr. 15
Beato César de Bus
Seg. Abr. 15
Santa Basilissa e Santa Anastácia
Ter. Abr. 16
Magno das Órcades
Ter. Abr. 16
Santa Bernardette
Ter. Abr. 16
São Bento José Labre

Diocese do Algarve

Diocese do Algarve

Website Oficial da Diocese do Algarve

Horário de visitas da Igreja de S. Lourenço

Pode visitar a Igreja de S. Lourenço nos seguintes horários

 

De 15 de Abril a 15 de Outubro (Horário de Verão)

 Segunda-feira: 15h00 - 18h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 18h00

 

De 16 de Outubro a 14 de Abril (Horário de Inverno)

Segunda-feira: 15h00 - 17h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 17h00

 

 Ao Domingo encontra-se encerrada para visitas.

Entradas pagas

Visitas

Visitas
2
Artigos
5
Favoritos web
18