Vida dos Santos

Calendário de Eventos

Ver por ano Ver por mês Ver por semana Ver hoje Pesquisar Ir para o mês

Santo Antonino de Florença

Terça-feira, 10 Maio 2022por Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.Visualizações : 660

10mai s. antonino de florencaSanto Antonino de Florença também é conhecido como António de FlorençaAntónio Pierozzi, ou De Forciglioni. Santo Antonino nasceu a 1 de março de 1389 em Florença (Itália) e faleceu a 2 de maio de 1459 em Florença (Itália). Era filho único de Nicolau e Tomazina Pierrozi. O seu pai era tabelião (notário) e a sua mãe dona de casa, ambos muito religiosos e proeminentes cidadãos da cidade. Foi batizado com o nome de António.

Santo Antonino de Florença foi educado na fé cristã e costumava ir todos os dias à igreja de São Miguel quando tinha apenas 10 anos de idade. Lá, Santo Antonino de Florença detinha-se diante do crucifixo e do altar de Nossa Senhora onde rezava.

Sendo filho único e obedecendo ao desejo dos pais, Santo Antonino de Florença fez o curso de direito e tornou-se um perito na matéria. 

Aos 15 anos Santo Antonino de Florença quis entrar para a ordem dos Dominicanos. Foi então até à igreja de São Miguel procurou o frei Giovanni Dominici (superior do convento) e expôs-lhe o seu desejo. Frei Giovanni ao olhar para Santo Antonino de Florença viu que este era muito jovem e muito frágil. Por isso, e achando que ele não suportaria as exigências da vocação, perguntou-lhe qual matéria que gostava mais. Santo Antonino de Florença prontamente respondeu que era o Direito Canónico. Então, frei Giovanni, disse a Santo Antonino que quando tivesse decorado o Direito Canónico poderia ingressar na Ordem. Santo Antonino regressou a casa e durante um ano fez o que se considerava impossível, decorando o Direito Canónico por completo.

No ano seguinte em 1405, Santo Antonino voltou a procurar Frei Giovanni que o admitiu no mosteiro com apenas 16 anos de idade.

Santo Antonino de Florença foi, então, para Cartona iniciar o seu noviciado, fazendo enormes progressos. Depois de um ano de estudos, fez a profissão dos votos definitivos. Em Cartona Santo Antonino conheceu o Beato João de Fiesole (http://www.paroquia-almancil.pt/utilidades/vida-dos-santos/icalrepeat.detail/2019/02/18/55565/-/beato-jo%C3%A3o-de-fiesole.html).

Na festa de Pentecostes de 1406 Santo Antonino retorna a Florença, acompanhado de três outros professos. Ali Santo Antonino torna-se um grande teólogo, nunca parando de estudar. Não querendo participar do Cisma, (divisão) da igreja, Santo Antonino, retirou-se de Florença numa noite, juntamente com os religiosos de São Domingos e foram morar no mosteiro da cidade de Foligno. Os religiosos estabeleceram-se em Foligno, onde retomaram a vida santa e austera que lhes havia prescrito Frei Giovanni Dominici.

No ano de 1418 houve em Foligno uma peste devastadora que os obrigou a voltar para Cartona. Santo Antonino de Florença ajudava a cuidar dos doentes e milagrosamente não contraiu a terrível doença. Muitos dominicanos morreram da praga, mas Santo Antonino continuou a fazer o seu trabalho a pé, ao redor de seu povo e nada sofreu.

Nesta altura Santo Antonino torna-se Prior, (superior) da ordem Dominicana que se encontrava muito debilitada pelo Cisma e pela peste, mas, com os seus estudos e orações, Santo Antonino de Florença conseguiu dar uma nova vida à reforma dominicana. Santo Antonino mostrava sempre o que deveria ser feito com os seus exemplos, e dizia: “o primeiro dever é o de dar exemplo. O mestre deve prestar contas a Deus de todos aqueles que lhe são submissos, e merece a morte cada vez que lhes oferece um mau modelo Santo Antonino de Florença foi um escritor de leis internacionais e de teologia moral. É muito conhecido pelo seu notável trabalho “Summa moralis” o qual é geralmente considerado o alicerce da moderna teologia moral. 

Com o falecimento do Cardeal Bartolomeu Zarabella, Florença ficou por nove meses sem Arcebispo. Foi então, que, após uma conversa de Frei João de Fiesole com o Papa Eugénio IV e depois do Papa meditar na oração quem seria o melhor Arcebispo que Frei Antonino foi nomeado Arcebispo de Florença. O santo não queria o cargo e só aceitou quando o Papa o ameaçou de excomunhão caso não aceitasse. Quando foi nomeado, disse: “Senhor, aceito este cargo contra a minha vontade, para não resistir àquela de vosso Vigário. Assisti-me, pois, Senhor, porque sabes que necessito. Foi consagrado Arcebispo de Florença a 13 de março de 1446.

Depois de ser consagrado arcebispo, Santo Antonino de Florença manteve a vida austera que levava antes, não mudando em nada a sua maneira de viver. Por causa da sua sabedoria e grande conhecimento do Direito Canónico, todos vinham aconselhar-se com ele. Assim, ficou conhecido como Antonino dos Conselhos. Santo Antonino de Florença ganhou a estima e o amor do povo de Florença, principalmente pela sua energia e recursos empregados no combate aos efeitos da praga e do terramoto, em 1448 e 1453. Foram eles (habitantes de Florença) que começaram a usar a forma diminutiva do seu nome, que posteriormente veio a prevalecer.

Certo dia Santo Antonino de Florença recebeu um homem desesperado, pois tinha acabado de perder o seu filho único. Santo Antonino, que era filho único, entendeu o sofrimento daquele pai e começou a rezar. Em seguida disse ao homem: “Volta para tua casa, pois teu filho está te esperando!”.O homem voltou e encontrou seu filho vivo e bem, para o espanto de todos as testemunhas oculares, que viram o menino morto durante horas.

Quanto tinha 70 anos, Dom Antonino ficou doente e foi levado para a casa de campo de Santo Antonio Del Vescovo. Todos tentavam encorajá-lo, mas, ele disse: Fiat voluntas tua. (seja feita a vossa vontade). No dia 30de abril de 1469 fez um simples testamento pedindo para ser enterrado em Florença, na igreja de São Marcos, vindo a falecer na madrugada do dia 2 de maio de 1469.

Santo Antonino de Florença foi canonizado em 1523 pelo Papa Adriano VI.

Santo Antonino de Florença é padroeiro dos bons conselhos e é invocado contra a febre.

 

Santo Antonino de Florença rogai por nós!

Voltar

Autenticação

Registar

*
*
*
*
*
*

Fields marked with an asterisk (*) are required.

Liturgia

Secretariado Nacional de Liturgia

Agenda Litúrgica
  • S. Brígida, religiosa, Padroeira da Europa – FESTA Branco – Ofício da festa. Te Deum. Missa própria, Glória, pf. dos Santos. L 1 Gal 2, 19-20; Sal 33, 2-3. 4-5. 6-7. 8-9. 10-11 Ev Jo 15, 1-8 * Na Diocese de Viseu – Aniversário da Dedicação da Igreja Catedral. Na Sé – SOLENIDADE; nas outras igrejas da Diocese – FESTA * Na Ordem Franciscana (II Ordem) – B. Cunegundes, religiosa, da II Ordem – MF * Nas Dioceses de Cabo Verde – Ofício e Missa da féria.

Próximos Eventos

Não foram encontrados eventos

Santo do dia

Sex. Jul. 23
Santa Brígida

Diocese do Algarve

Diocese do Algarve

Website Oficial da Diocese do Algarve

Horário de visitas da Igreja de S. Lourenço

Pode visitar a Igreja de S. Lourenço nos seguintes horários

 

De 15 de Abril a 15 de Outubro (Horário de Verão)

 Segunda-feira: 15h00 - 18h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 18h00

 

De 16 de Outubro a 14 de Abril (Horário de Inverno)

Segunda-feira: 15h00 - 17h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 17h00

 

 Ao Domingo encontra-se encerrada para visitas.

Entradas pagas

Visitas

Visitas
3945
Artigos
5
Favoritos web
18