Vida dos Santos

Calendário de Eventos

Ver por ano Ver por mês Ver por semana Ver hoje Pesquisar Ir para o mês

Santa Catarina da Suécia

Quinta-feira, 24 Março 2022por Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.Visualizações : 977

24Mar Catarina da SueciaSanta Catarina da Suécia ou Catarina de Vadstena nasceu no ano de 1331 ou 1332 e faleceu a 24 de março de 1381 em Vadstena (Suécia). Santa Catarina era a quarta dos oito filhos de Ulphon, Príncipe da Nerícia, e de Santa Brígida (http://www.paroquia-almancil.pt/utilidades/vida-dos-santos/icalrepeat.detail/2018/07/23/63200/-/santa-br%C3%ADgida.html).

Em casa, Santa Catarina da Suécia recebeu educação e formação muito sólida com base cristã. Com apenas sete anos, foi levada para as Irmãs do convento de Risberg, para ser instruída na ciência e na virtude. As Irmãs do convento de Risberg souberam desenvolver totalmente a vocação de Santa Catarina da Suécia, cristalizando os ensinamentos cristãos que já vinha recebendo desde o berço. 

Aos 13 anos, o seu pai quis que Santa Catarina da Suécia contraísse matrimónio, com um jovem da corte sueca, chamado Edgard. Edgard era um jovem, cristão fervoroso, porém, doente. Por isso, aceitou um voto de castidade que a sua esposa Santa Catarina da Suécia tinha feito antes mesmo de se casar. Edgard adotou também tal voto em sua vida e os dois passaram a viver como irmãos. Mais tarde, quando a doença de Edgard se agravou e ele ficou paralítico Santa Catarina da Suécia continuou a cuidar dele, dedicando-lhe ainda mais carinho, amor e generosidade. 

Quando o pai de Santa Catarina da Suécia faleceu, a sua mãe Santa Brígida decidiu dedicar-se totalmente à vida religiosa. Viúva, Santa Brígida mudou-se para Roma a fim de ficar mais perto dos lugares de devoção e socorrer os peregrinos suecos que para lá se dirigiam. Santa Catarina da Suécia pediu então autorização ao seu marido Edgard para ir a Roma visitar a mãe. Com permissão do marido, Santa Catarina foi juntar-se à sua mãe. Quando as duas santas se encontravam em Roma, Santa Catarina recebeu a notícia que Edgard havia falecido na Suécia.

Ainda jovem, bela e rica, surgiram vários pretendentes para esposá-la. Como Santa Catarina da Suécia recusou todas as propostas, um dos pretendentes quis sequestrá-la para fazê-la casar-se à força. Um dia em que Santa Catarina da Suécia foi com algumas senhoras piedosas à igreja de São Sebastião, o tal homem cercou-a no seu caminho, pretendendo levá-la. Mas subitamente surgiu um cervo no caminho, que distraiu a atenção do sequestrador, e Santa Catarina pode fugir. O mesmo homem noutro dia quando Santa Catarina ia com sua mãe à igreja de São Lourenço, fora dos muros da cidade, tentou novamente sequestrá-la. Mas no mesmo instante ficou cego. Reconhecendo o justo castigo recebido, pediu a ambas as santas que o perdoassem e que rezassem por ele a Deus para que recuperasse a vista, o que viria a acontecer.

Outro perigo ocorreu durante uma peregrinação das duas santas a Assis, para visitar a famosa igreja da Porciúncula. Parando numa hotelaria, um grupo de bandidos combinou assaltar as duas senhoras. No mesmo instante ouviu-se uma grande comoção na parte de fora: eram polícias que estavam à procura dos malfeitores. Estes fugiram como puderam. Mas no dia seguinte cercaram-nas na estrada, e quando iam tocá-las, todos ficaram cegos. Desta vez, como os bandidos não mostraram sinais de arrependimento, não foram curados pelas santas, que seguiram seu caminho.

Já viúvas Santa Brígida e Santa Catarina, vestiram o hábito de religiosas, fizeram os votos e não mais se separaram. Santa Catarina acompanhou, trabalhou e incrementou todo o trabalho de evangelização e caridade que a sua mãe desenvolvia. As duas fundaram o mosteiro de Vadstena, na Suécia. Nele, criaram e instalaram a Ordem de São Salvador. Santa Brígida foi abadessa e as freiras de lá passaram a ser são chamadas de brigidinas.

Em 1372 Santa Catarina e seu irmão Birger foram com a mãe em peregrinação à Terra Santa. Mas, quando chegaram a Jerusalém, Santa Brígida adoeceu. Ao voltar a Roma, Santa Brígida faleceu. Santa Catarina levou o corpo da mãe de volta para a Suécia onde foi sepultado no mosteiro de Vadstena.

Santa Catarina foi eleita a nova abadessa do convento. Santa Catarina da Suécia viveu e dirigiu o convento que sua mãe fundou até 1375, quando regressou a Roma para promover sua canonização. Santa Catarina ficou em Roma por cinco anos, morando num convento. Ali, foi comprovada sua grande disciplina, seu senso de amor e caridade fraterna e sua humildade no trato com todos, especialmente necessitados e doentes. No ano de 1378 Santa Catarina conseguiu a ratificação na aprovação das regras da ordem brigidina.

Santa Catarina voltou para a Suécia sendo portadora de uma doença grave. Tinha, então, cinquenta anos. Santa Catarina da Suécia faleceu no dia 24 de março de 1381.

Foi canonizada no ano de 1484, pelo Papa Inocente VIII.

 

Santa Catarina da Suécia, rogai por nós!

Voltar

Autenticação

Registar

*
*
*
*
*
*

Fields marked with an asterisk (*) are required.

Liturgia

Secretariado Nacional de Liturgia

Agenda Litúrgica
  • Branco – Ofício da féria. Missa da féria, pf. pascal. L1: At 15, 7-21; Sal 95 (96), 1-2a. 2b-3. 10 Ev: Jo 15, 9-11 * Na Ordem Agostiniana – Bb. Clemente de Osimo e Agostinho de Tarano, presbíteros – MO * Na Ordem Beneditina – S. Celestino, papa e eremita – MF * Na Ordem dos Franciscanos Capuchinhos – S. Crispim de Viterbo, religioso, da I Ordem – MO * Na Congregação das Irmãs Dominicanas da Anunciata – B. Francisco Coll e Guitar, presbítero, Fundador da Congregação – FESTA * Na Ordem de São Domingos – Francisco Coll Guitart, presbítero – MF * Na Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs (Lassalistas/La Salle) – B. Rafael Luís Rafiringa, religioso – MF * Na Congregação Salesiana – (Évora) – I Vésp. do aniversário da Dedicação da igreja de Nossa Senhora Auxiliadora.

Próximos Eventos

Não foram encontrados eventos

Diocese do Algarve

Diocese do Algarve

Website Oficial da Diocese do Algarve

Horário de visitas da Igreja de S. Lourenço

Pode visitar a Igreja de S. Lourenço nos seguintes horários

 

De 15 de Abril a 15 de Outubro (Horário de Verão)

 Segunda-feira: 15h00 - 18h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 18h00

 

De 16 de Outubro a 14 de Abril (Horário de Inverno)

Segunda-feira: 15h00 - 17h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 17h00

 

 Ao Domingo encontra-se encerrada para visitas.

Entradas pagas

Visitas

Visitas
3945
Artigos
5
Favoritos web
18