Vida dos Santos

Calendário de Eventos

Ver por ano Ver por mês Ver por semana Ver hoje Pesquisar Ir para o mês

São Frutuoso

Domingo, 05 Dezembro 2021por Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.Visualizações : 1641

5 12 S. Frutuoso

Frutuoso de Braga ou Frutuoso de Dume nasceu na região de Bierzo, província de Leão (Espanha), nos primeiros anos do séc. VII e faleceu a 16 de Abril de 665. Era oriundo de uma família real, tudo indica que o seu pai tenha sido duque do exército Visigodo de Hispânia (nome dado pelos romanos à Península Ibérica (atuais Portugal, Espanha, Andorra, Gibraltar e uma pequena parte a sul da França). Teve uma irmã, a quem o pai casou com um nobre de nome Visinando.

S. Frutuoso desde muito cedo anseia por renunciar aos bens materiais. Conta-se que quando o pai o levava aos vales da região de Bierzo, para pastar os rebanhos, S. Frutuoso alheio aos trabalhos e às conversas do pai, entrava no seu mundo interior e analisava a altitude daqueles vales, idealizando a construção de um mosteiro nessas propriedades.

Depois da morte dos pais, ganha a liberdade que sempre desejou e parte para Palência, confiando a sua formação espiritual ao bispo Conâncio. Terminada esta com êxito, regressa a Bierzo com dois objetivos que concretiza: doar os seus bens à Igreja e aos pobres e o abraço ao ascetismo anacorético. S. Frutuoso não hesita em refugiar-se nos vales, de preferência em lugares bem isolados, longe de tudo e de todos. A partir daqui a sua vida é somente dedicada a Deus de forma austera e exigente.

Embora longe da sociedade circundante S. Frutuoso não consegue passar despercebido. Entre 639 e 642 funda o mosteiro de Compludo, nas suas propriedades, nos vales de Bierzo. Este foi o primeiro de muitos. Sem dificuldade ocupa o mosteiro com um “exército de monges”.

Mais tarde o seu cunhado Visinando, apela às autoridades civis para que lhe seja entregue o mosteiro, alegando perante o rei, que aquela propriedade era precisa para uso do reino. Com este argumento o monarca acedeu ao pedido, e ordena que seja tirado o mosteiro a Frutuoso.

Quando o santo toma conhecimento deste facto desnudou os altares e vesti-os de cilício, ao mesmo tempo que escrevia uma carta ao seu rival, cujo conteúdo se desconhece, apenas se diz que o confundiu em nome do Senhor. Diz-se, também, que Visinando sofreu uma vingança divina, acabando por morrer cedo e sem descendência. Os seus bens foram herdados por pessoas alheias.

Depois da morte do cunhado, S. Frutuoso continuou à frente do mosteiro de Compludo. S. Frutuoso aspirava uma vida regrada para todos, com o intuito de proporcionar uma vivência espiritual e contemplativa o mais profunda possível, por isso, estabeleceu a observância à Regra e nomeou um abade para o mosteiro, com rigor e disciplina.

O seu dom de santidade começa a expandir-se, levando multidões de pessoas a procurá-lo. Frutuoso sente a sua vida ascética ameaçada e opta, muitas vezes, por refugiar-se em lugares tão isolados, cujo esconderijo não se mostrava aos olhos do homem, nem o acesso lhe abria portas. Era nestes lugares de austeridade que ele multiplicava a oração.

Fundou vários mosteiros, um deles o de S. Salvador de Montélios (atual paróquia de Real, em Braga [Portugal]).

S. Frutuoso rogai por nós!

Voltar

Autenticação

Registar

*
*
*
*
*
*

Fields marked with an asterisk (*) are required.

Liturgia

Secretariado Nacional de Liturgia

Agenda Litúrgica
  • Verde – Ofício da féria. Missa à escolha (cf. p. 19, n. 18). L1: Ez 36, 23-28; Sal 50 (51), 12-13. 14-15. 18-19 Ev: Mt 22, 1-14 * Na Ordem dos Carmelitas Descalços – Bb. João Batista Duverneuil, Miguel Luís Brulard e Tiago Gagnot, presbíteros e mártires, da I Ordem – MF * Na Ordem dos Franciscanos Capuchinhos – Bb. João Luís Loir, Protásio Bourdon e Sebastião François, presbíteros e mártires, da I Ordem – MF * Na Ordem de São Domingos – B. Manés, presbítero, irmão de S. Domingos – MF * Na Companhia de Jesus – S. Alberto Hurtado Cruchaga, presbítero – MF * Na Congregação de Nossa Senhora da Caridade do Bom Pastor – I Vésp. de S. João Eudes.

Próximos Eventos

Não foram encontrados eventos

Diocese do Algarve

Diocese do Algarve

Website Oficial da Diocese do Algarve

Horário de visitas da Igreja de S. Lourenço

Pode visitar a Igreja de S. Lourenço nos seguintes horários

 

De 15 de Abril a 15 de Outubro (Horário de Verão)

 Segunda-feira: 15h00 - 18h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 18h00

 

De 16 de Outubro a 14 de Abril (Horário de Inverno)

Segunda-feira: 15h00 - 17h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 17h00

 

 Ao Domingo encontra-se encerrada para visitas.

Entradas pagas

Visitas

Visitas
3945
Artigos
5
Favoritos web
18