Vida dos Santos

Calendário de Eventos

Ver por ano Ver por mês Ver por semana Ver hoje Pesquisar Ir para o mês

Santa Bárbara

Sábado, 04 Dezembro 2021por Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.Visualizações : 1510

4 12 S. Barbara

Santa Bárbara também é conhecida como Bárbara de Nicomédia nasceu por volta do ano 280 em Nicomédia (Turquia) e veio a falecer cerca do ano 317 no mesmo local. Santa Bárbara era filha dum nobre chamado Dióscoro. Santa Bárbara ficou órfã de mãe muito cedo e como era filha única, o seu pai Dióscoro decidiu fechá-la numa torre com receio de deixar a filha no meio da sociedade corrupta daquele tempo.

Do alto da torre, Santa Bárbara podia ver a imensidão da criação de Deus. Santa Bárbara começou então a questionar-se sobre quem seria o autor e Criador de um mundo tão esplêndido e harmonioso. Aos poucos foi-se convencendo que os ídolos pagãos eram criação das mãos humanas, e embora seu pai e tutores a ensinassem a adorá-los, os ídolos não se mostravam sábios ou divinos o suficiente para terem criado o mundo.

A fama da beleza de Santa Bárbara espalhou-se pela cidade, e surgiram muitos pretendentes à sua mão. Apesar das súplicas do pai, Santa Bárbara recusou sempre. Dióscoro, pensou que o temperamento de Santa Bárbara tivesse sido afetado pela sua vida reclusa – e permitiu então que Santa Bárbara deixasse a torre, concedendo-lhe a liberdade de escolha de seus amigos e conhecidos. Foi assim que Santa Bárbara conheceu na cidade jovens cristãos, que lhe revelaram sobre os ensinamentos de Deus, a vida de Nosso Senhor, a Trindade e a Sabedoria Divina. Pela Providência Divina, após um certo tempo, um padre de Alexandria, disfarçado como mercador, chegou a Heliópolis, e posteriormente veio a batizar Bárbara.

Enquanto isso, um luxuoso quarto de banho estava sendo construído na casa de Dióscoro. Segundo suas ordens, os operários deveriam construir duas janelas na parede sul; mas Bárbara, aproveitando-se da ausência de seu pai, pediu-lhes para que fosse feita uma terceira janela, representando a Trindade. Sobre a entrada do quarto de banho Bárbara esculpiu em pedra uma cruz. Quando Dióscoro retornou, expressando insatisfação com as mudanças em sua obra, Santa Bárbara contou-lhe sobre o seu conhecimento do Deus Trino, sobre a salvação pelo Filho de Deus e da futilidade de adorar falsos ídolos.

Dióscoro enfureceu-se e pegou numa espada para matar Santa Bárbara. A jovem fugiu e ao chegar a uma colina, abriu-se uma caverna para esconder Santa Bárbara no seu interior. Quando o seu pai a encontrou, espancou-a e colocou-a em cativeiro e em jejum forçado de modo a obrigá-la a renunciar à sua fé.

Como Santa Bárbara não renunciava à sua fé, Dióscoro denunciou-a ao governador da cidade, Marciano. Juntos, bateram em Santa Bárbara com um chicote.  À noite, Santa Bárbara rezou com fé ao Senhor, e Ele lhe apareceu em pessoa, curando as suas feridas. Ela, então, sofreu tormentos mais cruéis ainda e foi condenada pelo governador Marciano à morte por degolação.

Durante sua tortura em praça pública, uma jovem cristã de nome Juliana denunciou os nomes dos carrascos, e imediatamente foi presa e entregue à morte juntamente com Bárbara.

Ambas foram levadas pelas ruas de Nicomédia por entre os gritos de raiva da multidão. Bárbara teve os seios cortados, depois foi conduzida para fora da cidade onde o seu próprio pai a executou, degolando-a. Quando a cabeça de Bárbara rolou pelo chão, um imenso trovão estrondou pelos ares fazendo tremer os céus. Um relâmpago flamejou pelos ares e atravessando o céu fez cair por terra o corpo sem vida de Dióscoro.

Depois deste acontecimento, Santa Bárbara passou a ser conhecida como "protectora contra os relâmpagos e tempestades" e é considerada a Padroeira dos artilheiros, dos mineiros e de todos quantos trabalham com fogo.

 

Santa Bárbara rogai por nós!

Voltar

Autenticação

Registar

*
*
*
*
*
*

Fields marked with an asterisk (*) are required.

Liturgia

Secretariado Nacional de Liturgia

Agenda Litúrgica
  • Verde – Ofício da féria. Missa à escolha (cf. p. 19, n. 18). L1: Ez 36, 23-28; Sal 50 (51), 12-13. 14-15. 18-19 Ev: Mt 22, 1-14 * Na Ordem dos Carmelitas Descalços – Bb. João Batista Duverneuil, Miguel Luís Brulard e Tiago Gagnot, presbíteros e mártires, da I Ordem – MF * Na Ordem dos Franciscanos Capuchinhos – Bb. João Luís Loir, Protásio Bourdon e Sebastião François, presbíteros e mártires, da I Ordem – MF * Na Ordem de São Domingos – B. Manés, presbítero, irmão de S. Domingos – MF * Na Companhia de Jesus – S. Alberto Hurtado Cruchaga, presbítero – MF * Na Congregação de Nossa Senhora da Caridade do Bom Pastor – I Vésp. de S. João Eudes.

Próximos Eventos

Não foram encontrados eventos

Diocese do Algarve

Diocese do Algarve

Website Oficial da Diocese do Algarve

Horário de visitas da Igreja de S. Lourenço

Pode visitar a Igreja de S. Lourenço nos seguintes horários

 

De 15 de Abril a 15 de Outubro (Horário de Verão)

 Segunda-feira: 15h00 - 18h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 18h00

 

De 16 de Outubro a 14 de Abril (Horário de Inverno)

Segunda-feira: 15h00 - 17h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 17h00

 

 Ao Domingo encontra-se encerrada para visitas.

Entradas pagas

Visitas

Visitas
3945
Artigos
5
Favoritos web
18