Vida dos Santos

Calendário de Eventos

Mês anterior Dia anterior Dia seguinte Próximo mês
Ver por ano Ver por mês Ver por semana Ver hoje Pesquisar Ir para o mês

Beatos José Imbert, João Nicolau Cordier, Tiago Bonnaud e companheiros

Domingo, 19 Janeiro 2020por Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.Visualizações : 4448

Beato Tiago Bonnaud

19 1 Jacques BonnaudAbandonando a intenção original de corrigir os erros que as pessoas sofreram com as autoridades aristocráticas, a revolução francesa transformou-se numa perseguição anti-católica. Em 1789, a Assembleia Nacional decidiu disponibilizar à população as propriedades da Igreja, e no ano seguinte reprimiu votos religiosos e proibiu as ordens religiosas de aceitar novos membros. Depois, a Assembleia votou a Constituição Civil do clero, que obrigou os sacerdotes a jurar lealdade à constituição e que criou uma igreja nacional independente do papa. Se os padres se recusassem a prestar juramento, eles acusados de perturbar a paz.

A tensão que prevaleceu piorou quando a Prússia e a Áustria invadiram a França para se protegerem da revolução. A 9 de Agosto de 1792, os rebeldes prenderam a família real e suprimiram a monarquia. Em 26 de Agosto, a assembleia declarou que o clero que se recusasse a prestar juramento seria deportado para a América do Sul. Quando a Comuna tomou o controle de Paris, os revolucionários viajaram pela cidade em busca de sacerdotes, para os prenderem. Por fim, o Comissário Stanislas Maillard mandou simplesmente matar os sacerdotes, porque os invasores prussianos estavam a 150 milhas de Paris. 

O Comissário Stanislas Maillard começou com a Abadia de Saint-Germain-des-Pres, onde 21 sacerdotes foram massacrados. Depois seguiu para o mosteiro dos Carmelitas, onde 95 sacerdotes foram martirizados. A maioria dos sacerdotes estava na capela, e foram levados de dois em dois e convidados a assinar o juramento de fidelidade à Constituição Civil do clero. Quando recusavam, eram empurrados ​​pelas escadas da capela e entregues a uma multidão que os esperava para os atacar com sabres, baionetas, clubes e rifles.

 

 

Beato José Imbert

19 1 José ImbertO Beato José Imbert nasceu por volta do ano 1720 e faleceu em 1794. Beato José Imbert foi um dos sacerdotes mortos pela Revolução Francesa; ele morreu em um antigo navio escravo, que deveria levar os sacerdotes deportados para a África, mas que nunca partiu. 

O padre José Imbert nasceu em Marselha, França, e entrou no noviciado em Avignon. Depois de ter sido ordenado sacerdote em Grenoble, ensinou em três faculdades jesuítas. Beato José Imbert estava em Grenoble quando a Companhia foi abolida em 1762. Depois entrou na diocese de Moulins, mas foi forçado a abandonar sua paróquia quando se recusou a assinar a Constituição Civil do Clero. Então, em vez de fugir da França, ele permaneceu a celebrar escondido. Foi nomeado vigário apostólico quando o bispo foi expulso. Como o mais alto clérigo da região no momento o Beato José Imbert tornou-se o alvo do Reinado do Terror (período compreendido entre 5 de Setembro de 1793 e 27 de Julho de 1794) e foi preso em 1793.

 No início do ano seguinte, ele e 24 sacerdotes da diocese foram levados para os navios da prisão que os levariam para a África. Os sacerdotes que chegaram a Rochefort foram presos em hospitais, conventos e mosteiros em desuso, e em dois pequenos navios ancorados na foz do rio Charente. Em 13 de Novembro, Imbert foi levado para o navio "Deux-Associés", ancorado perto de uma ilha fortificada ao largo da foz do rio. O septuagenário subiu a escada com dificuldade e, ao mesmo tempo que os outros prisioneiros, foi obrigado a desistir de seu rosário, seu breviário e outros objetos de piedade.

No início de maio, o capitão do navio recusou-se a aceitar outros prisioneiros, porque já tinha 400 prisioneiros empilhados nos decks inferiores que tinham sido destinados ao transporte dos escravos. Muitos sacerdotes ficaram doentes por causa do alimento podre e das condições de vida infectadas. O Beato José Imbert foi um dos primeiros a adoecer, porque já estava doente quando chegou a bordo; ele provavelmente teve tifo e morreu apenas dois meses depois.

 

Beato João Nicolau Cordier

19 1 Nicolas CordierO Beato João Nicolau Cordier nasceu no ano de 1710 e faleceu no ano de 1794. Sobreviveu à Revolução Francesa mas foi vítima de violência durante o Reinado do Terror.

Beato João Nicolau Cordier nasceu em Souilly, França. Entrou nos jesuítas em 1728, estudou filosofia, antes de ensinar nas faculdades de Dijon, Auxerre e Autun. Depois do final dos seus estudos em teologia, ensinou filosofia em Estrasburgo e teologia em Pont-à-Mousson. Mais tarde foi prefeito de estudos e superior à residência jesuíta de Saint Mihiel, onde permaneceu como capelão de um convento de irmãs após a supressão da Companhia.

Em 1790, o governo suprimiu todas as ordens religiosas na França, e o Beato João Nicolau Cordier aceitou a hospitalidade do cônsul Georges-François Steinhoff em Verdun. Apesar de ter uma idade avançada, O Beato João Cordier foi preso em 28 de Outubro de 1793 e condenado à deportação. Esteve preso seis meses antes de se juntar a um comboio de prisioneiros-sacerdotes, que foram levados para Rochefort para depor para a África. Em 19 de Junho, este padre idoso foi a bordo do "Washington", um ex-navio de escravidão, que nunca partiu para o mar porque os ingleses bloqueavam a costa francesa.

 Os deportados sofreram sofrimentos horríveis no navio. Durante o dia, foram autorizados a ir para a ponte, mas o espaço que tinham era tão pequeno que apenas conseguiam ficar uns contra os outros. Comiam apenas uma vez por dia e a refeição era feijão cozido, pão e batatas. Todas as noites morriam sacerdotes.

No final, os navios foram movidos a montante no rio, e um hospital improvisado foi estabelecido numa ilha do canal. Quando o beato Cordier ficou doente, foi transportado para o hospital, o que foi uma melhoria em relação ao barco.

O Beato João Nicolau Cordier morreu no hospital e foi enterrado na areia juntamente com mais 253 vítimas

 

Foram beatificados a 17 de outubro de 1926.

Voltar

Autenticação

Registar

*
*
*
*
*
*

Fields marked with an asterisk (*) are required.

Liturgia

Secretariado Nacional de Liturgia

Agenda Litúrgica
  • Verde – Ofício da féria. Missa à escolha (cf. p. 18, n. 18). L 1 Tg 4, 1-10; Sal 54 (55), 7-8. 9-10a. 10b-11ab. 23 Ev Mc 9, 30-37 * Na Congregação da Paixão de Jesus Cristo – Oração de Jesus Cristo no Horto – MO * Na Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus – Oração de Jesus Cristo no Horto – MF * Na Congregação Salesiana e no Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora – SS. Luís Versiglia, bispo, e Calisto Caravário, presbítero, mártires – FESTA * Na Congregação do Santíssimo Redentor – Aniversário da aprovação do Instituto (1749).

Próximos Eventos

Não foram encontrados eventos

Santo do dia

Ter. Fev. 25
Santa Valburga
Ter. Fev. 25
São Calisto Caravário
Ter. Fev. 25
São Luís Versiglia

Diocese do Algarve

Diocese do Algarve

Website Oficial da Diocese do Algarve

Ecclesia

Agência ECCLESIA

Agência de Informação
  • D. José Traquina apela ao cuidado com a Pastoral dos Batismos Santarém, 25 fev 2020 (Ecclesia) – O bispo de Santarém anunciou que as comunidades católicas da diocese vão ajudar a ajudar população de Pemba, em Moçambique, atingida pelas cheias de 2019, com os donativos recolhidos durante a próxima Quaresma. “A Renúncia Quaresmal de 2020 […] The post Santarém: Diocese vai ajudar população de Pemba, em Moçambique, atingida pelas cheias de 2019 appeared first on Agência ECCLESIA.

  • D. Nuno Brás divulgou a mensagem para a Quaresma, um tempo oportuno para «dar mais intensidade» à vida cristã Funchal, 25 fev 2020 (Ecclesia) – O bispo do Funchal afirma na mensagem para a Quaresma que a diocese vai colaborar na preparação de um espaço no Centro do Funchal para acolher os sem-abrigo da cidade. […] The post Funchal: Diocese apoia projeto para acolher sem-abrigo no centro da cidade appeared first on Agência ECCLESIA.

  • Participantes vão rezar pela defesa e cuidado da vida humana, desde a «gestação até à morte» Ponta Delgada, Açores, 25 fev 2020 (Ecclesia) – Os ranchos de romeiros vão começar a percorrer as estradas da ilha açoriana São Miguel, na madrugada do próximo dia 29, nas romarias quaresmais, com um pedido do bispo diocesano para […] The post Açores/Quaresma: Romeiros de São Miguel saem para a estrada appeared first on Agência ECCLESIA.

Horário de visitas da Igreja de S. Lourenço

Pode visitar a Igreja de S. Lourenço nos seguintes horários

 

De 15 de Abril a 15 de Outubro (Horário de Verão)

 Segunda-feira: 15h00 - 18h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 18h00

 

De 16 de Outubro a 14 de Abril (Horário de Inverno)

Segunda-feira: 15h00 - 17h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 17h00

 

 Ao Domingo encontra-se encerrada para visitas.

Entradas pagas

Onde Estamos

Visitas

Visitas
3945
Artigos
3
Favoritos web
18