Vida dos Santos

Calendário de Eventos

Mês anterior Dia anterior Dia seguinte Próximo mês
Ver por ano Ver por mês Ver por semana Ver hoje Pesquisar Ir para o mês

São Tomás Becket

Domingo, 29 Dezembro 2019por Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.Visualizações : 1068

29 12 S. Tomas BecketSão Tomás Becket, também é conhecido como São Thomas BecketSão Tomás de Cantuária ou São Tomás de Londres, nasceu por volta do ano 1118 em Londres e faleceu a 29 de Dezembro de 1170, na Cantuária (Inglaterra). São Tomás Becket era filho de Gilbert de Thierceville e Rosea ou Matilda de Caen, uma família da classe média-alta da Normandia, França.

São Tomás Becket aprendeu a cavalgar, a caçar, etiqueta, e a participar de desportos populares como as justas, ou torneios numa propriedade de Richer de L'aigle, amigo do pai de São Tomás Becket e interessado nas irmãs do santo.

Desde os 10 anos que São Tomás Becket recebeu uma excelente educação em lei canónica civil no Priorado de Merton, na Inglaterra, e depois em Paris, Bolonha e Auxerre.

Ao regressar à Inglaterra, São Tomás Becket entrou para o serviço do arcebispo de Cantuária (Teobaldo de Bec), que lhe confiou várias missões importantes a Roma e por fim o recompensou com o arquidiaconado de Cantuária e a reitoria da escola de Beverley. Distinguiu-se de tal modo pelo seu zelo e eficiência que Teobaldo o recomendou ao rei Henrique II da Inglaterra para o importante cargo de chanceler, que manteve durante sete anos.

O rei Henrique II desejava ser senhor absoluto dos seus domínios, tanto da Igreja como do Estado, e conseguiu encontrar um precedente nas tradições do reino para retirar privilégios especiais ao clero inglês, que considerava empecilhos à sua autoridade.

Enquanto chanceler, São Tomás Becket cobrou um imposto de protecção do reino contra invasores, uma tradição medieval cobrada de todos os proprietários de terras, incluindo igrejas e bispados, o que lhe criou dificuldades e ressentimentos do clero inglês.

São Tomás Becket criou o primogénito do rei (Henrique, o Jovem), de acordo com o costume da época de crianças nobres serem educadas em outras casas nobres.

Posteriormente, essa seria uma das razões por que este se revoltaria contra o pai, tendo formado uma ligação emocional a Becket como figura parental. Conta-se que Henrique, o Jovem teria declarado que Becket lhe dera mais afecto paternal em um dia que o seu próprio pai durante toda a vida.

Em 1162, São Tomás Becket foi nomeado arcebispo de Cantuária, pelo rei que tencionava aumentar a sua influência ditando as acções do seu fiel e nomeado vassalo, e diminuir a independência e a influência da Igreja na Inglaterra. Contudo, o carácter de São Tomás Becket pareceu modificar-se imediatamente. Passou a viver uma vida de simplicidade e pobreza e, apesar de anteriormente ter ajudado Henrique II a diminuir o poder dos bispos, passou a defender activamente os direitos da Igreja.

Primeiro confuso com a atitude de São Tomás Becket, e depois sentindo-se traído o rei Henrique II viu o arcebispo afastar-se ainda mais quando este abandonou o seu cargo de chanceler e manteve os rendimentos das terras da Cantuária sob o seu controle. Começaram assim uma série de conflitos legais sobre a jurisdição dos tribunais seculares sobre o clero inglês. Em Outubro de 1163, o rei tentou colocar a opinião e a influência dos outros bispados contra São Tomás Becket em Westminster, com o objectivo de obter a aprovação dos privilégios reais.

Em 30 de Janeiro de 1164, o rei Henrique II convocou uma assembleia no Palácio de Clarendon, em Wiltshire, onde apresentou as suas exigências, pretendendo diminuir a independência do clero e a influência de Roma na política inglesa. Henrique conseguiu negociar e pressionar o consentimento de todos, inclusivamente de Richer de L'aigle (amigo da família de S. Tomás Becket. Assim foi exigido a S. Tomás Becket que assinasse as cartas do rei, caso contrário enfrentaria repercussões políticas e legais. São Tomás Becket expressou a sua disponibilidade em concordar com as exigências do rei mas quando chegou o momento da assinatura, recusou-se o que conduziu a uma guerra entre os dois poderes.

O rei Henrique II perseguiu S. Tomás Becket que foi recebido e protegido pelo rei Luís VII de França (rival de Henrique II).

Após dois anos na abadia cistercense de Pontigny, S. Tomás Becket foi obrigado por Henrique II a regressar a Sens.São Tomás Becket pediu então a excomunhão de Henrique II mas o Papa Alexandre III preferiu tentar uma solução mais diplomática. Gerou-se então no ano de 1164 um desentendimento entre o santo e o Papa.

Em 1170, o Henrique II eleva o seu filho a rei de Inglaterra, mantendo para si o poder imperial. Uma vez que S. Tomás Becket estava no exílio, o arcebispo de York sagrou a coroação. Furioso, o arcebispo da Cantuária ameaçou excomungar o rei e todos os envolvidos na cerimónia. No entanto, seguiu-se uma débil reconciliação e Thomas voltou à Cantuária com a promessa de que poderia re-coroar o príncipe. No entanto, assim que aportou em Sandwich, Kent, São Tomás Becket mostrou que continuaria inflexível como sempre, excomungando os bispos envolvidos na coroação. Quando informado disto, o rei, furioso, terá dito qualquer coisa como "Não haverá ninguém capaz de me livrar deste padre turbulento?".

A maioria dos historiadores parece concordar que o rei não pretendia realmente o assassinato de Becket, apesar das suas duras palavras. Seja como for, quatro dos cavaleiros presentes (Reginald Fitzurse, Hugh de Moreville, William de Traci e Richard le Breton) terão interpretado isto como uma ordem. Responderam que sabiam como fazer isso e partiram para a Cantuária. Em 29 de Dezembro de 1170, entraram na catedral e assassinaram Becket, quando os monges cantavam as vésperas.

Foi canonizado em 1173 pelo papa Alexandre III.

 

São Tomás Becket rogai por nós!

Voltar

Autenticação

Registar

*
*
*
*
*
*

Fields marked with an asterisk (*) are required.

Liturgia

Secretariado Nacional de Liturgia

Agenda Litúrgica
  • S. Antão, abade – MO Branco – Ofício da memória. Missa da memória. L 1 1 Sam 8, 4-7. 10-22a; Sal 88 (89), 16-17. 18-19 Ev Mc 2, 1-12 * Na Diocese de Leiria-Fátima – Aniversário da restauração da Diocese (1918). * Na Ordem de Cister – S. Antão, abade – MO

Próximos Eventos

Não foram encontrados eventos

Santo do dia

Sex. Jan. 17
Santo Antão
Sáb. Jan. 18
Santa Margarida da Hungria
Sáb. Jan. 18
Santo Irmão Jaime Hilário

Diocese do Algarve

Diocese do Algarve

Website Oficial da Diocese do Algarve
  • A Diocese do Algarve divulga que o cantor hispano-luso e fadista Juan Santamaria vai cantar poemas de Santa Teresa de Jesus e cantos de Natal, pelas 18h00, deste domingo, no Mosteiro de Nossa Senhora Rainha do Mundo, no Patacão. Num comunicado enviado ontem, a diocese informa que Juan Santamaría une neste projeto a poesia dos …

  • Os cristãos católicos e greco-católicos, evangélicos, anglicanos, luteranos e ortodoxos residentes no Algarve vão voltar a rezar juntos, no dia 18 deste mês, pela unidade das suas Igrejas, associando-se assim à Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos que anualmente é celebrada, no hemisfério norte, entre 18 e 25 de janeiro. No Algarve, a iniciativa, …

  • O bispo do Algarve presidiu no passado dia 30 de dezembro à celebração do sacramento da confirmação de sete jovens na comunidade da Tôr, pertencente à paróquia de Querença, o que já não acontecia há quase 40 anos. A celebração, presidida por D. Manuel Quintas, teve lugar na igreja da aldeia da Tôr. O sacramento …

Ecclesia

Agência ECCLESIA

Agência de Informação
  • Tony Neves, em Roma A Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos ocupa sempre mentes e corações de 18 a 25 de janeiro, embora tenha de ser ocupação e preocupação para as 52 semanas que o ano tem. O Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos (entidade católica) e a Comissão Fé e Constituição do […] The post LUSOFONIAS – Benevolência fora do comum… appeared first on Agência ECCLESIA.

  • Jubileu vai decorrer até janeiro de 2021 Coimbra, 17 jan 2020 (Ecclesia) – A Família Franciscana Portuguesa assinalou os 800 anos dos Santos Mártires de Marrocos e da vocação de Santo António com uma peregrinação à Diocese de Coimbra, que guarda as relíquias destes frades no Mosteiro de Santa Cruz. “A Família Franciscana está em […] The post Portugal: Família Franciscana celebrou os 800 anos dos Mártires de Marrocos e da vocação de Santo António appeared first on Agência ECCLESIA.

  • Testemunho de Khoshnav Alloush, em Portugal desde 2016, desafia a recordar os migrantes e refugiados na Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, que propõe olhar sobre vítimas de naufrágios no Mediterrâneo The post Ecumenismo: «Tentaram mandar-nos para a água mas conseguimos fugir, tivemos sorte» – Refugiado sírio appeared first on Agência ECCLESIA.

Horário de visitas da Igreja de S. Lourenço

Pode visitar a Igreja de S. Lourenço nos seguintes horários

 

De 15 de Abril a 15 de Outubro (Horário de Verão)

 Segunda-feira: 15h00 - 18h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 18h00

 

De 16 de Outubro a 14 de Abril (Horário de Inverno)

Segunda-feira: 15h00 - 17h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 17h00

 

 Ao Domingo encontra-se encerrada para visitas.

Entradas pagas

Onde Estamos

Visitas

Visitas
3945
Artigos
3
Favoritos web
18