Vida dos Santos

Calendário de Eventos

Mês anterior Dia anterior Dia seguinte Próximo mês
Ver por ano Ver por mês Ver por semana Ver hoje Pesquisar Ir para o mês

São Jorge

Terça-feira, 23 Abril 2019por Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.Visualizações : 1766

23Abr S. JorgeHoje celebramos São Jorge. Não há certezas em relação a São Jorge pois embora se trate de uma pessoa real, as origens deste mártir tão enobrecido pela hagiologia são confusas e incertas. O Breviário Romano não narra a história do santo, pois o Papa Gelásio I (492 a 496 d.C.) foi ao ponto de proibir que se lessem suas atas por as considerar apócrifas e imbuídas de erros. Desde a sua morte que São Jorge é conhecido como “o grande mártir”.

Pensa-se que São Jorge terá nascido, no seio duma família cristã, por volta do ano 275, na antiga região da Capadócia (atualmente parte da Turquia). Gerôncio, o pai de São Jorge era militar e faleceu numa batalha. Após a morte do pai, São Jorge e a sua mãe, chamada Policrômia, mudaram-se para a Terra Santa. A sua mãe era originária de Lida, na Palestina. Era uma mulher que possuía instrução e muitos bens. Ela conseguiu dar ao filho Jorge uma educação esmerada.

Ao atingir a adolescência, São Jorge entrou para a carreira das armas, por ser a que mais satisfazia o seu temperamento naturalmente combativo.

Rapidamente São Jorge foi promovido a capitão do exército romano devido a sua dedicação e habilidade — qualidades que levaram o imperador a conferir a São Jorge o título de conde da província da Capadócia. Aos 23 anos São Jorge passou a residir na corte imperial em Nicomédia. São Jorge continuou a ascender na carreira e, antes de atingir os 30 anos foi nomeado Tribuno Militar (patente de oficial) e Comes (guarda pessoal do imperador) entre os anos 284 e 305. Enquanto guarda pessoal do imperador Diocleciano, São Jorge começou a ver a crueldade com que os cristãos eram tratados pelo império romano, que ele servia.

Depois disso quando a mãe de São Jorge morreu, o santo herdou todos os bens que lhe pertenciam e distribuiu-os pelos pobres, causando surpresa na corte imperial, que desconhecia a fé cristã de São Jorge.

No ano de 302 ou 303 o imperador Diocleciano (influenciado por Galério – outro imperador romano) publicou um édito que mandava prender todos os soldados romanos cristãos e que todos os outros deveriam oferecer sacrifícios aos deuses romanos. No dia em que o senado confirmaria o decreto do imperador que autorizaria a eliminação dos cristãos, São Jorge levantou-se na tribuna e declarou-se espantado com esta decisão, que julgava absurda. São Jorge disse ainda que os romanos é que deveriam assumir o cristianismo nas suas vidas. Todos ficaram muito surpreendidos quando ouviram palavras como essas vindas da boca de um membro da suprema corte de Roma.

O imperador não querendo perder um de seus melhores tribunos tentou dissuadi-lo oferecendo-lhe terras, dinheiro e escravos. Como São Jorge se mantinha fiel ao cristianismo, o imperador tentou fazê-lo desistir da fé torturando-o de vários modos.

São Jorge foi preso, depois açoitado severamente, permanecendo sem chorar ou gritar. Como São Jorge ainda estava vivo, enterraram-no num poço cheio de cal viva. Antes de ser enterrado vivo São Jorge rezou dizendo: “Deus, escuta a minha oração. Fazei com que vos ame sempre e enviai vosso anjo para que me liberte agora como um dia o fizestes com os três jovens que um rei mau prendeu num forno aceso”. Depois enterraram-no enquanto São Jorge fazia o sinal da cruz. Passados três dias desenterraram-no e viram que permanecia vivo e adorando o seu Deus. Vendo isto, queimaram-lhe os pés, deram-lhe veneno, mas São Jorge permanecia vivo.

Depois de cada tortura, São Jorge era levado de volta ao imperador que lhe perguntava se abandonaria a fé cristã. São Jorge após cada tortura reafirmava a sua fé, cada vez com mais coragem. Muitos romanos ao presenciarem estes fatos, converteram-se à fé em Jesus Cristo, inclusive a mulher do imperador. Diocleciano, vendo que não conseguiria dissuadir São Jorge da sua fé, mandou degolá-lo.

São Jorge foi degolado no dia 23 de abril do ano 303.

São Jorge é representado montado em cima dum cavalo branco e lutando com um dragão. Esta representação resulta duma lenda associada ao santo e que não conseguimos apurar em que ano terá acontecido. De acordo com esta lenda, São Jorge montou um acampamento com a legião romana que comandava numa região próxima a Salone, Líbia, no norte da África.

Existia por lá um enorme dragão com asas. Diziam que o hálito da terrível criatura era tão venenoso que qualquer um que se aproximasse poderia morrer por envenenamento. Com o intuito de manter o dragão longe da cidade, os habitantes ofereciam ao animal, ovelhas como alimento. Ao acabarem, começaram a oferecer crianças.

De forma a escolherem quem seria sacrificado os habitantes faziam um sorteio. Certo dia o sacrifício caiu Sabra, uma menina de 14 anos e que era filha do rei. A menina foi em direção ao seu cruel destino e deixou a muralha da cidade, ficando à espera da criatura. São Jorge, que se encontrava por perto e ao ouvir a história, montou o seu cavalo branco e partiu para a batalha.

Depois de muita luta e oração, São Jorge acertou na cabeça do dragão com a sua espada e depois, São Jorge cravou a espada debaixo da asa do dragão, num local que tinha escamas. Assim, o dragão foi ferido mortalmente e caiu sem vida. São Jorge amarrou a fera e a levou arrastada até a cidade, levando consigo a princesa. Na cidade São Jorge cortou a cabeça do dragão.

Ao verem que São Jorge tinha conseguido matar o dragão todas as pessoas da cidade se converteram ao cristianismo.

A partir de 1969 a memória de São Jorge no calendário litúrgico tornou-se facultativa, pois a reforma promovida pelo Papa Paulo VI retirou do calendário os santos dos quais não havia documentação histórica.

São Jorge é padroeiro dos soldados, cavaleiros, fazendeiros e agricultores; dos países de Inglaterra, Portugal (orago menor), Geórgia, Lituânia, Sérvia, Montenegro e Etiópia.

 

São Jorge rogai por nós!

Voltar

Autenticação

Registar

*
*
*
*
*
*

Fields marked with an asterisk (*) are required.

Liturgia

Secretariado Nacional de Liturgia

Agenda Litúrgica
  • S. Beda Venerável, presbítero e doutor da Igreja – MF S. Gregório VII, papa – MF S. Maria Madalena de Pazzi, virgem – MF Branco – Ofício da féria ou da memória. Missa da féria ou da memória, pf. pascal. L 1 Act 16, 1-10; Sal 99 (100), 2. 3. 5 Ev Jo 15, 18-21 * Na Ordem Beneditina – S. Beda Venerável – MO * Na Ordem Carmelita e na Ordem dos Carmelitas Descalços – S. Maria Madalena de Pazzi, virgem – FESTA e MO * Na Congregação das Religiosas de Maria Imaculada – S. Vicenta Maria, Fundadora da Congregação – SOLENIDADE * Na Congregação Salesiana (Mogofores) – Aniversário da Dedicação da igreja de Nossa Senhora Auxiliadora – SOLENIDADE * I Vésp. do domingo – Compl. dep. I Vésp. dom.

Próximos Eventos

Não foram encontrados eventos

Santo do dia

Sáb. maio 25
Santa Maria Madalena de Pazzi
Sáb. maio 25
Santa Maria Madalena de Pazzi
Sáb. maio 25
São Beda
Sáb. maio 25
São Gregório VII
Sáb. maio 25
São Vicente Maria
Sáb. maio 25
São Vicente Maria
Dom. maio 26
João Calvino
Dom. maio 26
Santa Mariana de Quito
Dom. maio 26
Santa Vicenta Maria
Dom. maio 26
São Filipe Néri

Diocese do Algarve

Diocese do Algarve

Website Oficial da Diocese do Algarve

Ecclesia

Agência ECCLESIA

Agência de Informação
  • Santuário diocesano celebra 60.º aniversário em festa nestes dias Ponta Delgada, 25 mai 2019 (Ecclesia) – D. João Lavrador presidiu à abertura das festas do Senhor Santo Cristo, na Ilha de São Miguel, e desafiou os “peregrinos a imitarem madre Teresa da Anunciada”, a impulsionadora deste culto. “Ela não o deixou atrás das grades, lá […] The post Açores: Bispo desafiou os peregrinos a imitarem a impulsionadora do culto ao Senhor Santo Cristo appeared first on Agência ECCLESIA.

  • Seixal, 25 mai 2019 (Ecclesia) – A Vigararia do Seixal, na Diocese de Setúbal, vai promover o Festival Vicarial da Canção Jovem Cristã 2019, intitulado ‘Recebeste de graça, dai de graça’, pelas 21H00, deste sábado, na Paróquia de Nossa Senhora do Monte Sião. “Esta forma de evangelização, através da música, tem servido ao longo dos […] The post Setúbal: Vigararia do Seixal promove Festival da Canção Jovem Cristã appeared first on Agência ECCLESIA.

  • Fátima, 25 mai 2019 (Ecclesia) – O Museu da Consolata, em Fátima, promove este sábado, às 16h00, uma conferência sobre «Ação Católica e Espiritualidade Mariana». «A Ação Católica Portuguesa» é o título escolhido para a conferência de Paulo Fontes, diretor do CEHR (Centro de Estudos de História Religiosa da Universidade Católica Portuguesa de Lisboa), seguindo-se […] The post Património: Conferência «Ação Católica e Espiritualidade Mariana» no Museu da Consolata appeared first on Agência ECCLESIA.

Horário de visitas da Igreja de S. Lourenço

Pode visitar a Igreja de S. Lourenço nos seguintes horários

 

De 15 de Abril a 15 de Outubro (Horário de Verão)

 Segunda-feira: 15h00 - 18h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 18h00

 

De 16 de Outubro a 14 de Abril (Horário de Inverno)

Segunda-feira: 15h00 - 17h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 17h00

 

 Ao Domingo encontra-se encerrada para visitas.

Entradas pagas

Onde Estamos

Visitas

Visitas
3945
Artigos
2
Favoritos web
18