Super User

Super User

segunda, 17 dezembro 2012 17:05

Os Párocos

Párocos de Almancil

 

Paróquia sediada em São João da Venda

 

22/04/1658                   Sebastião de Faria Pessanha

 

1729 - 1731                  António Guerreiro

1731 - 1734                  Manuel de Sousa Teixeira

1734 - 1742                  Joseph Caetano de Souza (Prior encomendado)

1742 - 1752                  António Guerreiro

1752 - 1763                  José Pereira Lyma

1763 -                           Cristino Maria José

 

 

1803 - 1816                  José Caetano Sachez

1816 - 1819                  Manoel Ferro e Sousa

1819 - 1822                  Francisco das Chagas Leal Revez

1822 - 1824                  José Manuel da Silva Conceição

1824 - 1828                  Manoel da Silva Lopes Fonseca

1828 - 1834                  José Pedro Aleixo

1834 - 1844                  José Lopes França

1844 - 1845                  Manoel da Silva Lopes Fonseca (Prior encomendado)

1845 - 1848                  José Francisco de Carvalho

1848 - 1850                  Francisco das Chagas Leal Revez

1850 - 1854                  Diogo de Oliveira e Horta

1854 - 1860                  António Barbosa e Mattos

1863 - 1863                  Jorge Xavier Leal

1863 - 1867                  João Inácio Tavares

1867 - 1869                  Manoel José da Gama

1869 - 1875                  Jorge Xavier Leal

1875 - 1878                  António Francisco de Paula (Prior encomendado)

1878 - 1881                  Alexandre João do Nascimento (Prior encomendado)

1881 - 1887                  Augusto Martins d’Andrade

1887 - 1888                  Alexandre João do Nascimento (Prior encomendado)

1888 - 1894                  Filippe António de Brito

1894 - 1896                  Alexandre João do Nascimento (Prior encomendado)

1896 - 1903                  António Baptista Vieira

1903 - 1910                  Joaquim da Cruz Guerreiro

1910 - 1915                  João dos Santos Silva (Prior encomendado)

1915 - 1920                  Francisco Lucas Pacheco

1920 - 1921                  João dos Santos Silva

1921 - 1960                  José Pedro Leal (Prior encomendado até 1940, depois Pároco),

1960 - 1961                  Clementino de Brito Pinto

1961 - 1974                  António Inácio

1974 -1976                   José António Nobre Duarte (Pároco interino)

1976 - 1992                  Francisco Costa Rita

1992 - 2012                  Gilberto Melquíades Soares Santos

2012 -                             Jorge Manuel das Candeias de Carvalho 

segunda, 17 dezembro 2012 16:43

Orações

Sinal da Cruz
Pelo Sinal da Santa Cruz, livre-nos, Deus nosso Senhor, dos nossos inimigos.
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Ámen.

Deus é o protagonista na oração
Basta-te a Minha graça: a força realiza-se na debilidade. Não raramente somos tentados a pensar que Deus não nos ouve ou que não nos responde.

O que é a oração?
A oração consiste em elevar a alma a Deus ou em pedir a Deus bens conformes à sua vontade. Ela é sempre um dom de Deus que vem ao encontro do homem. A oração cristã é relação pessoal e viva dos filhos de Deus com o Pai infinitamente bom, com o seu Filho Jesus Cristo e com o Espírito Santo que habita no coração daqueles.

segunda, 17 fevereiro 2014 16:03

Centro Paroquial de Almancil (balanço 2017)

CENTRO PAROQUIAL DE ALMANCIL : 505010720        
         
BALANÇO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017   UNIDADE MONETÁRIA : EUROS
RUBRICAS   DATAS
  2017 2016 2015
ACTIVO        
         
Activo não corrente        
Activos fixos tangíveis         578 421,96 €    
Activos intangíveis        
Accionistas/sócios        
          578 421,96 €                   -   €                       -   €
         
Activo Corrente        
Inventários        
Clientes        
Estados e outros entes públicos        
Accionistas/sócios        
Outras contas a receber        
Diferimentos        
Caixa e depósitos bancários         883 677,72 €        30 575,85 €           35 651,01 €
         
Total do activo      1 462 099,68 €        30 575,85 €           35 651,01 €
         
CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO        
         
Capital próprio        
         
Capital realizado        
Prémios de emissão        
Reservas legais        
Outras reservas        
Resultados transitados           30 575,85 €        35 651,01 €           35 651,01 €
Excedentes de revalorização        
Outras variações no capital próprio        
         
Resultado líquido do período             8 241,07 € -        5 075,16 €                       -   €
Total do capital próprio           38 816,92 €        30 575,85 €           35 651,01 €
PASSIVO        
Passivo não corrente        
Accionistas        
Financiamentos obtidos      1 400 000,00 €    
Outras contas a pagar        
       1 400 000,00 €                   -   €                       -   €
Passivo corrente        
Fornecedores        
Estado e outros entes públicos        
Diferimentos        
Outras contas a pagar           23 282,76 €    
Outros passivos financeiros        
            23 282,76 €                   -   €                       -   €
Total do passivo      1 423 282,76 €                   -   €                       -   €
Total do capital próprio e do passivo      1 462 099,68 €        30 575,85 €           35 651,01 €
       

Publicado em 31-Maio-2018

segunda, 17 dezembro 2012 16:03

Creche e Jardim de Infancia

Creche e Jardim de Infancia

segunda, 17 dezembro 2012 16:01

Grupo Carismático

Renovamento carismático católico

 

O Renovamento Carismático Católico, por vezes também designado como Renovação Carismática Católica, surgiu (na Igreja de hoje) como uma onda de renovação da graça de Pentecostes.

O Renovamento Carismático Católico não é um movimento à semelhança de outros movimentos da Igreja Católica. Por exemplo, ao contrário de outros movimentos não tem um fundador: foi suscitado pelo Espírito Santo como caminho de renovação da Igreja. O Renovamento Carismático Católico é, de facto, melhor descrito como uma graça, uma onda de renovação que percorre a Igreja impelida pelo Espírito Santo.

Ao convocar o Concílio Vaticano II, o Papa João XXIII pedia ao Senhor que renovasse, na nossa época, as maravilhas de então "como um novo Pentecostes". E, na verdade, pouco depois do encerramento do Concílio surge o Renovamento Carismático Católico na Igreja Católica. No dizer do Cardeal Suenens o Renovamento Carismático é uma segunda graça de Deus à Igreja e ao Mundo, depois da primeira graça que foi o Concílio Vaticano II.

 

Como nasceu o Renovamento Carismático Católico?

Alguns professores e alunos da Universidade do Espírito Santo de Duquesne, em Pittsburg, na Pensilvânia (Estados Unidos da América), reuniram-se frequentemente para partilhar as suas experiências de fé. Todos reconheciam, porém, um certo vazio no fundo de si mesmos, falta de dinamismo e uma clara tibieza nas suas orações e atividades apostólicas. Era como se a vida dependesse, em elevado grau, dos seus próprios esforços…

Conscientes de que a força da primitiva comunidade cristã teve origem na vinda do Paráclito Consolador, começaram a pedir incessantemente ao Espírito Santo que manifestasse neles a sua presença cheia de poder, para bem da vida espiritual de cada um e êxito dos seus trabalhos apostólicos. Diariamente rezavam o "Vinde Espírito Santo" por todos os membros do grupo. Entretanto, alguns estudantes do grupo tinham lido o livro "A cruz e o punhal" em que um pastor pentecostal americano relata como, na sequência da sua ação no meio dos jovens drogados de Nova Iorque, o Espírito Santo operava numerosas conversões.

Decidiram então de 17 a 19 de Fevereiro de 1967 realizar um retiro de fim-de-semana conjuntamente com o capelão da Universidade. Todo o sábado foi passado em oração e estudo, nomeadamente do Livro dos Actos dos Apóstolos. Continuaram pela noite fora implorando a efusão do Espírito Santo. Muitos dos presentes, nesse fim-de-semana, tiveram a certeza espiritual de que a sua oração fora ouvida pela transformação interior e pela alegria espiritual que sentiram, naquela experiência de Pentecostes pessoal e comunitária. Isto foi para eles uma verdadeira "atualização de Pentecostes"… Sem Fundador, tinha nascido o Renovamento Carismático Católico. Esta experiência foi partilhada com amigos da Universidade de Notre Dame, em Indiana (Estados Unidos da América). Cerca de 30 pediram que rezassem também por eles, para que as suas vidas se tornassem profundamente cristãs… Tornaram-se "homens novos"…Graças à força imparável do Espírito Santo essa chispa propagou-se como incêndio em folha seca, invadiu os cinco continentes e tocou nestes 33 anos a vida de mais de 120 milhões de pessoas.

 

Mas qual é, então, o centro ou o coração do Renovamento Carismático Católico?

 

É a Efusão do Espírito Santo, como experiência de Pentecostes pessoal, atestada pelos frutos que são, generalizadamente, os seguintes:

1. A redescoberta da pessoa viva de Jesus, como Senhor e Salvador, conduzindo a uma nova relação pessoal em Cristo.

2. O reencontro filial com Deus Pai com muita confiança, muita espontaneidade, muita alegria.

3. Um sentido novo e um gosto renovado pela oração pessoal e comunitária. Para muitos a descoberta da oração de louvor e adoração.

4. Um novo apreço pela Sagrada Escritura como Palavra viva de Deus, que converte e transforma.

5. Uma procura mais consciente dos Sacramentos, nomeadamente da Reconciliação e da Eucaristia, e uma participação com mais alegria nas celebrações litúrgicas.

6. Um amor renovado e uma maior fidelidade à Igreja assim como uma entrega mais generosa ao serviço dos irmãos. Daí o desabrochar de numerosas vocações no Renovamento Carismático Católico.

7. Um amor terno e filial a Maria, Mãe de Deus e da Igreja, e uma maior compreensão do seu lugar no plano da salvação.

8. Muitas vezes uma profunda conversão interior e a correspondente transformação de vida.

9. Uma maior liberdade espiritual e um sentido mais vivo da comunhão fraterna. Daí, um desejo sincero de vivência comunitária para crescimento na fé e na audácia da evangelização.

10. Uma força nova para dar testemunho do Senhor Jesus em todas as circunstâncias.

11. Finalmente, a experiência do exercício dos carismas, como instrumentos para uma nova evangelização.

 

Grupos de Oração

Os grupos de oração, com algumas dezenas ou centenas de participantes, reúnem uma vez por semana num encontro de oração em que predomina a oração de louvor e de ação de graças, a leitura orante da Palavra de Deus, o canto como expressão de oração e o ensinamento para crescer no conhecimento da fé.

Em Portugal, há cerca de 400 grupos de oração do Renovamento Carismático Católico que reúnem semanalmente cerca de 15.000 pessoas. Os membros destes grupos são, frequentemente, membros activos na sua paróquia ou em movimentos apostólicos e no apostolado sócio-caritativo.

Na nossa Paróquia o movimento conta com cerca de 15 elementos.

 

Renovação da Vida Cristã

Nas dioceses em que estes grupos de oração estão implantados existe, em princípio, uma Equipa de Serviço Diocesano, reconhecida pelo Bispo da Diocese.

"Em todos os continentes, escreve o antigo Bispo de Meaux D. Albert Monléon, no seu livro "Dai testemunho – o Renovamento Carismático Católico", os grupos de oração ajudaram e formaram muitos cristãos. Estiveram por vezes na origem de comunidades, de serviços paroquiais, de missões de evangelização, de diversas iniciativas, que testemunham a irradiação, no mundo, de uma vida de oração comunitária".

Por exemplo em Portugal, surgiu na Diocese de Setúbal, a partir de um grupo de oração do Renovamento Carismático Católico, o "Centro Jovem Tabor", que acolhe adolescentes e jovens provenientes de ambientes familiares desintegrados, constituindo uma alternativa à falta de família e ajudando-os na sua inserção ou reinserção social.

O apostolado sócio-caritativo e o voluntariado encontram no Renovamento um grande sustentáculo.

Nascidas de grupos de oração e a eles ligados, existem duas associações: Associação Pneuma, com o carisma de evangelização pela palavra escrita, e Kerygma – Associação Cultural, com o carisma de evangelização de animação musical e artística.

Mas, escreve ainda o antigo Bispo de Meaux no livro já citado, "a efusão do Espírito Santo ao renovar a graça do batismo e ao chamar à santidade, atrai um certo número de batizados para um compromisso de vida ainda mais radical.

Este chamamento ao absoluto do Evangelho pode tomar a forma de um compromisso numa vida comunitária, no desejo de uma partilha mais profunda da vida de oração, da comunhão fraterna, do aprofundamento da fé, da aspiração à santidade, do testemunho a dar ao mundo.

Foi assim que o Renovamento viu e vê surgir numerosas comunidades. Os seus membros comprometem-se, num projeto de vida, a dar-se mais radicalmente a Cristo e aos seu Reino, a servir a Igreja com uma maior disponibilidade segundo modalidades diversas. Estas comunidades são muito variadas pelo tamanho, pelo estilo de vida, a forma de compromisso comunitário, a vocação eclesial, a implantação, etc."

 

Atividades: Finalmente as atividades do Renovamento Carismático Católico são múltiplas … Normalmente cada Diocese realiza Assembleias Diocesanas, Retiros, Encontros de Formação, etc. …

A nível dos grupos de oração há outras atividades tais como: hospitais, evangelização de rua, colaboração nas paróquias…

As Comunidades desenvolvem, com autonomia, um conjunto de atividades próprias tais como o Fórum Nacional de Jovens, organizado pela Comunidade Emanuel. Escolas de Evangelização para jovens, evangelização de casais e famílias, retiros para sacerdotes, formação de responsáveis de grupos de oração, grandes assembleias em Fátima., atividade missionária, nomeadamente em países de língua oficial portuguesa, publicações e edições.

 

João Paulo II afirmou: «O aparecimento do Renovamento Carismático Católico logo a seguir ao Concílio Vaticano II foi uma graça particular do Espírito Santo para a Igreja. Foi um sinal de que muitos católicos desejavam viver mais plenamente a sua dignidade e vocação de filhos e filhas de Deus Pai, conhecer o poder redentor de Cristo Salvador numa experiência mais intensa de oração pessoal e comunitária, seguir o ensinamento das Escrituras interpretadas com a luz do mesmo Espírito que inspirou a sua redação. Um dos mais importantes frutos desta renovação espiritual tem sido, certamente, a crescente sede de santidade na vida das pessoas e da Igreja.»

segunda, 17 dezembro 2012 16:01

Legião de Maria

LEGIÃO DE MARIA

 

Fundada a 7 de Setembro de 1921 por Frank Duff e um grupo de jovens, em Dublin, Irlanda, a Legião de Maria é uma organização de leigos, cujo objetivo é «a glória de Deus, por meio da santificação pessoal dos seus membros, pela oração e cooperação ativa, sob a orientação da autoridade eclesiástica, na obra de Maria e da Igreja». Ambiciona ser o elo que liga os Pastores ao seu rebanho, facilita-lhes o trabalho e permite-lhes um contacto pessoal e contínuo com os fiéis. Trabalha a nível local sob a orientação dos Párocos.

É um Movimento de Evangelização ao serviço da Igreja, cuja espiritualidade assenta na Doutrina do Corpo Místico e na Maternidade de Maria.

Tal como Maria, sob a ação do Espírito Santo, deu Cristo ao mundo, também a Legião de Maria, com Maria e sob a ação do mesmo Espírito, procura dá-Lo ao mundo através do seu apostolado.

Quer colaborar com o Espírito Santo e com Maria na renovação da face da Terra e na construção da Civilização do Amor no Terceiro Milénio. Para isso, os seus membros procuram ser dignos e corajosos anunciadores do Evangelho, obedecendo assim ao mandato de Jesus Cristo: “Ide pelo mundo inteiro...” (Mt 28,6).

Entra-se na Legião de Maria, oficialmente, por uma consagração especial ao Espírito Santo (Promessa Legionária).

Atividades: Privilegiam a Dimensão Pastoral ou a Dimensão Social, tocando assim, nas suas atividades todas as Pastorais. Eis, a título de exemplo, algumas dessas atividades: contactos com as famílias em visitas domiciliárias (trabalho prioritário da Legião numa linha de evangelização); recenseamento paroquial; contactos com doentes em hospitais (voluntariado hospitalar) e em casa (apoio domiciliário com prestação de cuidados de higiene e serviço doméstico); apoio à Terceira Idade (amparo moral, convívios, centros de dia); acompanhamento de pessoas solitárias; obras a favor dos mais abandonados elementos da sociedade; visitas a albergues, colaboração com os sem-abrigo, contactos com prostitutas, visitas a estabelecimentos prisionais, apoio a toxicodependentes, alcoólicos e doentes de sida. Grupos de Patrícios, para formação religiosa de leigos. Exploratio Dominicalis (procura das almas ao Domingo) — jornada apostólica em zona especialmente difícil. Peregrinação por Cristo — trabalho de missão em país diferente durante uma semana ou mais. Incolae Mariae — legionários que se estabelecem temporariamente em zonas descristianizadas e aí consagram o seu tempo livre ao apostolado. Convívios para estrangeiros — promoção da cultura local e dos valores cristãos. Etc...

Em Portugal temos 35.000 Membros, entre Ativos e Auxiliares. Dioceses: Algarve, Angra, Aveiro, Beja, Braga, Bragança-Miranda, Coimbra, Évora, Funchal, Guarda, Leiria-Fátima, Lisboa, Portalegre-Castelo Branco, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

 

segunda, 17 dezembro 2012 15:59

Preparação para o Baptismo

Preparação para o Baptismo

 

O Sacramento do Baptismo

 

O Santo Batismo é o fundamento de toda a vida cristã, o pórtico da vida no Espírito Santo («vitae spiritualis ianua – porta da vida espiritual») e a porta que dá acesso aos outros sacramentos. Pelo Batismo somos libertos do pecado e regenerados como filhos de Deus: tornamo-nos membros de Cristo e somos incorporados na Igreja e tornados participantes na sua missão. «Batismos est sacramentam regeneratiorais per aquam in Verbo».

 

 

Quem pode receber o Batismo?

 

«Todo o ser humano ainda não batizado – e só ele – é capaz de receber o Batismo».

 

O BATISMO DAS CRIANÇAS

 

Nascidas com uma natureza humana decaída e manchada pelo pecado original, as crianças também têm necessidade do novo nascimento no Batismo para serem libertas do poder das trevas e transferidas para o domínio da liberdade dos filhos de Deus, a que todos os homens são chamados. A pura gratuidade da graça da salvação é particularmente manifesta no Batismo das crianças. Por isso, a Igreja e os pais privariam, a criança da graça inestimável de se tornar filho de Deus, se não lhe conferissem o Batismo pouco depois do seu nascimento.

 

O BATISMO DOS ADULTOS

Desde os princípios da Igreja, o Batismo dos adultos é a situação mais corrente nas terras onde o anúncio do Evangelho ainda é recente. O catecumenato (preparação para o Batismo) tem, nesse caso, um lugar importante; sendo iniciação na fé e na vida cristã, deve dispor para o acolhimento do dom de Deus no Batismo, Confirmação e Eucaristia.

(Conf. Catecismo da Igreja Católica)

 

COMO BATIZAR O SEU FILHO NA PARÓQUIA DE ALMANCIL:

A preparação para o Batismo é indispensável e deverá ser feita preferencialmente na própria comunidade paroquial. No caso das crianças (até aos 5 anos de idade), cabe aos pais pedir o Batismo para os seus filhos. O pedido deve ser feito com, pelo menos dois meses de antecedência, para haver tempo de fazer todos os preparativos.

Os preparativos acima referidos incluem as reuniões de preparação para os pais e padrinhos e também as questões práticas referentes a datas e horas para a Celebração do Batismo e organização do processo administrativo.

 

Os Padrinhos

Os pais devem tomar a sério a escolha de bons padrinhos para seus filhos, a fim de que estes não se tornem numa mera «figura de adorno».

Para esta escolha, os pais não devem guiar-se apenas por razões de parentesco, de amizade e muito menos de prestígio social, mas sim pelo desejo sincero de confiar aos filhos, padrinhos que sejam capazes de influenciar eficaz e positivamente a sua educação cristã.

Cada criança pode ter um só padrinho (homem ou mulher) ou dois.

 

O que é necessário para ser padrinho?

  • Ter maturidade humana e cristã, para assumir as suas responsabilidades;
  • Ter recebido os sacramentos da iniciação cristã (Batismo, Eucaristia e Crisma);
  • Ter no mínimo 16 anos de idade;
  • Ser católico praticante.

 

Quais são as funções dos padrinhos

  • Junto dos pais, apresentam à Igreja a criança que querem ver Batizada. Durante a celebração do Batismo, estão ao lado dos pais e participam das ações rituais.
  • E, com os pais, colaboram para que a criança chegue ao conhecimento de Jesus e viva com profundidade a fé e atue segundo o caminho do Evangelho.

 

Questões práticas a ter em conta antes do Batismo

 

A veste batismal

A veste batismal deve ser branca. O sentido do branco na liturgia tem a ver com a pureza. Pelo batismo o baptizado é incorporado na Igreja e nasce para uma vida nova, a vida da graça. Esse sentido de nova vida traz consigo a pureza interior simbolizada na veste branca que se deve vestir, no momento próprio.

 

 A vela do Batismo

Deve ser adquirida antecipadamente, a vela do batismo, que, durante a celebração, vai ser acesa no Círio Pascal.

 

 Os fotógrafos

Os pais podem escolher o fotógrafo que desejarem. Contudo, os fotógrafos devem fazer o seu trabalho de forma discreta.

 

 Flores

Sempre que os pais desejarem ornamentar a Igreja com flores, devem contactar, com, pelo menos, duas semanas de antecedência, a Paróquia.

 

 Transferências de Batismo

Quando o Batismo vai ser realizado noutra paróquia (diferente da paróquia de residência dos pais da criança), tem de haver um pedido de transferência do processo de batismo.
Nestes casos, os pais devem marcar, no Cartório Paroquial, um encontro com o pároco. As transferências de Batismo obedecem a critérios específicos que têm de ser respeitados.

segunda, 17 dezembro 2012 15:58

Catequese Adolescência

A catequese da Adolescência é uma caminhada de esclarecimento e resposta a muitas interrogações em relação a Jesus Cristo e à personalidade de cada adolescente.
Os adolescentes, inconscientemente, traçam um círculo em torno da pessoa e só deixam entrar aqueles que lhes reforçam o seu próprio eu. Encontram grandes dificuldades no relacionamento com eles próprios, com Deus e com os outros.

A catequese para a Adolescência têm início com a terceira etapa que tem o nome de:

O Sentido Cristão da Vida

É uma fase de descoberta de Jesus Cristo como o amigo, a grande referência para o sentido da vida e para a resolução das grandes questões existenciais.

7.º Ano – Projecto Mais

Festa: Bem-aventuranças


8.º Ano – Somos Mais

Festa: Vida

A quarta e última etapa da catequese da infância e da adolescência denomina-se:

O Compromisso Cristão


Esta etapa pretende ajudar os adolescentes a realizarem o seu compromisso comunitário e eclesial. Tem ainda em conta uma nova síntese da fé, agora no horizonte adolescente e juvenil. Esta etapa catequética compreende os seguintes anos:


9.º Ano – O Desafio de Viver

Festa: Compromisso


10.º Ano – A Alegria de Viver

Festa: Envio

 

Na nossa Paróquia a catequese funciona ao Sábado das 16:00 às 17:00 seguida pela Eucaristia às 17:30 e ao Domingo das 10h30 às 11h30 seguido pela Eucaristia dominical na Igreja Paroquial Nossa Senhora de Fátima em Almancil.

Pág. 1 de 3

Autenticação

Registar

*
*
*
*
*
*

Fields marked with an asterisk (*) are required.

Liturgia

Secretariado Nacional de Liturgia

Agenda Litúrgica
  • S. Hedwiges, religiosa – MF S. Margarida Maria Alacoque, virgem – MF Verde ou br. – Ofício da féria ou da memória. Missa à escolha (cf. p. 18, n. 18). L 1 Gal 5, 1-6; Sal 118 (119), 41 e 43. 44-45. 47-48 Ev Lc 11, 37-41 * Na Diocese de Angra – Aniversário da Dedicação da Igreja Catedral. Na Sé – SOLENIDADE; nas outras igrejas da Diocese – FESTA * Na Ordem da Visitação de Santa Maria e na Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus – S. Margarida Maria Alacoque, virgem – FESTA e MO * Na Congregação das Filhas de São Camilo – B. Josefina Vannini, virgem, Fundadora com o B. Luís Tezza, da Congregação – FESTA * Na Congregação do SS. Redentor – S. Gerardo Majela, religioso – MO

Próximos Eventos

Não foram encontrados eventos

Santo do dia

Ter. Out. 16
Beata Josefina Vannini
Ter. Out. 16
Santa Hedwiges
Ter. Out. 16
Santa Margarida Maria Alacoque
Ter. Out. 16
São. Gerardo Majela
Qua. Out. 17
São Inácio de Antioquia

Diocese do Algarve

Diocese do Algarve

Website Oficial da Diocese do Algarve

Ecclesia

Agência ECCLESIA

Agência de Informação
  • «Amar» é o «tema integrador» e santo Inácio de Loyola a «figura inspiradora» Viana do Castelo, 16 out 2018 (Ecclesia) – A Junta Regional de Viana do Castelo do Corpo Nacional de Escutas (CNE) mobilizou cerca de 1300 escuteiros para o início do novo Ano Escutista 2018/2019. Num comunicado enviado à Agência ECCLESA, a junta […]

  • Padre Alípio Barbosa espera que o dinamismo continue nas várias paróquias da região Porto, 16 out 2018 (Ecclesia) – O diretor do Secretariado Diocesano das Missões do Porto espera que o “fervor” da missão continue em Arouca depois da Semana Missionária Vicarial, que decorreu na região entre o dia 8 e 14 de outubro. “Há […]

  • Porto, 16 out 2018 (Ecclesia) – O bispo do Porto preside hoje à conferência ‘A vida e obra de D. João – cidadão do mundo’, que assinala os 150 anos da morte de D. João de França Castro e Moura (1804-1868), às 21h30, na Biblioteca de Gondomar. A reflexão sobre este missionário Vicentino, parlamentar do […]

Horário de visitas da Igreja de S. Lourenço

Pode visitar a Igreja de S. Lourenço nos seguintes horários

 

De 15 de Abril a 15 de Outubro (Horário de Verão)

 Segunda-feira: 15h00 - 18h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 18h00

 

De 16 de Outubro a 14 de Abril (Horário de Inverno)

Segunda-feira: 15h00 - 17h00

Terça-feira a Sábado: 10h00 - 13h00 e 15h00 - 17h00

 

 Ao Domingo encontra-se encerrada para visitas.

Entradas pagas

Onde Estamos

Visitas

Visitas
3945
Artigos
2
Favoritos web
18